top of page
8774c5f9-ferrari-official-trailer-in-theaters-christmas-1-10-screenshot-1_edited.jpg

FERRARI

Ferrari é uma cinebiografia que conta a história de vida do poderoso empresário italiano de carros esportivos Enzo Ferrari(interpretado por Adam Driver). O filme mostra como Ferrari e sua família revolucionaram a indústria automotiva e, de certa forma, ajudaram a criar o conceito das corridas de Fórmula 1. Selecionado para o Festival de Veneza de 2023, dirigido por Michael Mann (O Informante, O Último dos Moicanos) e estrelado por, além de Driver, Shailene Woodley, Sarah Gadon, Penélope Cruz, Jack O'Connell, Patrick Dempsey e o brasileiro Gabriel Leone.

NOTA: 5/10

Não sou uma grande fã de corridas, acompanho de longe, amo o Hamilton, mas não conheço muito, porém sou fã de histórias. Quando se propõe fazer um filme biográfico eu sempre me pergunto porque ele está sendo feito, não porque a pessoa em questão não tenha uma história interessante, pois qualquer um merece ter sua história contada, mas o questionamento é: o leva um studio á gastar milhões de dólares para contar tal história?

Obviamente a Ferrari tem uma grande história, tivermos o filme Ford vs Ferrari (2019), que acabou não sendo um grande sucesso absurdo de público como eles esperavam, porém mostrou que existe um público. Além disso a indústria automobilística é enorme, e o número de pessoas que se une para assistir corridas anualmente é absurdo.

Bem, meu questionamento do porque contar a história não é o caso do filme da Ferrari, mas sim como contar a história. Eu adoro todos os atores principais desse filme, o Adam Driver, que faz o Enzo Ferrari, é maravilhoso, e de forma alguma ele se saiu mal. A Penelope Cruz, também é perfeita, ela interpreta a esposa do Ferrari, e obviamente se saiu muito bem também. O Gabriel Leone, nossa representatividade brasileira do filme não teve muito tempo de tela, mas mostrou ser bem carismático. O meu problema com a atuação desse filme, vem da direção. O que aconteceu em Ferrari, que desde o começo do filme, foi a tentativa absurda em acertar o sotaque italiano. Não foi ruim, mas conseguimos perceber que esse era um ponto muito importante com todos os atores. Eu não consigo lidar com filmes que se passam no em um país que não fala inglês, mas todo mundo fala inglês com sotaque, pelo bem dos americanos, porque eles não conseguem lidar com legendas, mas então os persongens principais falam inglês e no momento que eles vão pedir algo para um atendente comum, o atendente fala em italiano.

Confuso, eu acho que eu resumo esse filme á isso. Não o roteiro em si, pois eu acho que os recortes da história ficar ótimos, mas eu me incomodei muito com a direção desse filme. O filme pra mim, não sabe o que quer ser, é um exemplo de como a direção e as escolhas do que colocar, do que editar, como editar puxam a obra para baixo. Tenho que admitir que da metade para frente, o filme melhora MUITO, porém o começo me deixou perguntando porque eu estava naquela sala de cinema. 

 

O que "salva" o filme é o som. Recomendo inclusive, se for assistir, procurar uma daquelas salas com a tela gigantesca e sistema de som maravilhoso, pois nas cenas de corrida deve ser incrível assistir desse modo. O som faz esse filme.

Vou voltar um pouco no que eu falei, porque gostei na narrativa e estrutura do filme, mas as falas são péssimas. São falas prontas, que talvez em uma outra linguagem funcionasse, mas nesse filme, com o estilo que tem, não faz sentido algum.

​É um filme que vai agradar quem gosta de corrida e também é fã da Ferrari, para mim, apesar de tudo, foi bem interessante conhecer mais sobre a história deles. Aviso que as cenas dos acidentes são bem pesadas, então recomendo ir com o psicológico preparado.

Ferrari estréia dia 22 de fevereiro nos cinemas!

 

Marina Barancelli 

Produtora, Diretora e Atriz

Fevereiro, 2023

ELENCO

Adam Driver, Shailene Woodley, Penélope Cruz, Gabriel Leone, Patrick Dempsey, Jack 

ROTEIRO

Troy Kennedy-Martin, Michael Mann, Brock Yates

PRODUÇÃO 

Monika Bacardi, Thomas Hayslip, Andrea lervolino

DIREÇÃO

MIchael Manni

bottom of page